[Mochilão 15] Dia 11: Toronto


Conheci um brasileiro, o Bruno, no café da manhã do hostel. Ele mora nos EUA e estava de carro lá.

Fomos de carro para o High Park, o maior parque de Toronto:


 

 

Food trucks: 






Campo de baseball:


Crianças cantando:

 

 Uma outra entrada do parque:


Casas de frente para o parque:



Boas-vindas em vários idiomas:


O Bruno já estava partindo de volta pra Detroit. Ele me deixou no hostel e fui dar uma volta no Kensington Market.

Começou a chover e a esfriar (16 graus):


Na calçada em frente a Nest, a boate onde fui ontem com o pessoal do hostel, havia um monte de policiais fazendo perícia numa poça de sangue no chão. A área estava isolada por fitas amarelas onde estava escrito "Police line - Do not cross", como vemos nos filmes americanos. A cena de um crime era o que eu menos esperava ver no Canadá, mas isso serviu pra lembrar que crimes também acontecem no primeiríssimo mundo, ainda que com uma incidência muito menor que no Brasil. Em 2014 a taxa de homicídios do Canadá foi de apenas 1,4 / 100 mil habitantes, enquanto que a do Brasil foi de 24,6.

Augusta Avenue, no Kensington Market:


 O famoso "Garden Car", praticamente um patrimônio cultural do Kensington Market:


Parei numa lanchonete que vendia salgados latinos (empanadas chilenas, patacones colombianos, choripanes argentinos, pastéis, cochinhas, etc).


 Comi uma empanada de carne por $4,50 (R$12).



Town houses na Augusta Avenue:




Peguei o metrô ($3,25 = R$8,70): 


Desci na estação Pape, onde fica Greektown, o bairro grego de Toronto.



 Danforth Avenue, que concentra as lojas, bares e restaurantes gregos: 






 Placa de uma rua escrita em grego:




  Bandeira da Grécia:


Uma praça com flores:


 Ruas residenciais do bairro:





Igreja ortodoxa grega:




Almocei num restaurante grego, o The Friendly Greek: 



Entrada: salada grega com queijo feta:


Moussaka:


A conta deu $20 (R$54). Quando paguei, o simpático garçom perguntou:

- Where are you from?
- Brazil.
- Oh, Brazil! Very nice! Do you live here or just visiting?
- Just visiting. I'm on vacation, traveling in Canada. Are you greek?
- No, I'm from Albania. 

Na Gerrard Street East, a algumas quadras de distância de Greektown, está Little India, o bairro indiano:



 Lojas de saris:

 



Restaurante indiano:


Anúncio de show de cantores indianos:


Town houses perto de Little India: 


"Thinking of suicide? There is help. Let's talk".  O índice de suicídios no Canadá é alto e muitos associam isso a uma maior propensão que as pessoas tem em desenvolver depressão por causa do clima frio e da falta de contato com o sol em boa parte do ano.


Pegando o bonde de volta para o hostel: 



Encontrei de noite com o Karim e com o Markus no quarto, e fomos tomar uma cerveja no Kensington Market. Passamos primeiro no Trinity Common, um ótimo bar na Augusta Avenue com uma grande variedade de chopes artesanais. Tomei um chope IPA por $10 (R$28).

Depois fomos para outro bar, o The Last Temptation, na mesma rua. O chope Blanche de Chambly de 500ml saiu por $9 (R$24):



Ficamos por lá até umas 23h e voltamos pro hostel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[Mochilão 14] Dia 9: Cartagena-San Andrés

[Mochilão 12] Dia 12: Copacabana - Cusco

[Mochilão 13] Dia 20: Abu Dhabi-Dubai