[Mochilão 10] Dia 11: Bucareste

Estava chovendo e esfriou quando saimos do albergue.

A rua do albergue:

DSC09766.jpg

Uma avenida próxima:

DSC09767.jpg

DSC09768.jpg

Deposite seu dinheiro na poupança do Drácula ! Banco Transilvania !!! :)

DSC09761.jpg

Um shopping na Piata (praça) Unirii:

DSC09770.jpg

Ruas de Lupscani, onde saímos ontem a noite:

DSC09774.jpg

DSC09771.jpg

DSC09772.jpg

DSC09775.jpg

Paramos num bar para almoçar. Comi um spaghetti por 23 lei (R$14).

Igreja ortodoxa:

DSC09780.jpg

A língua romena é uma mistura maluca de influências latinas e eslavas. Oficialmente é uma língua latina, mas diria que é a menos latina de todas as outras. É mais ou menos como bater no liquidificador o italiano, o francês e o russo. E ainda tem coisas estranhas, como “s” e “t” com cedilha. Ou seja, não dá pra entender quase nada. Mas algumas expressões são um tanto quanto familiares: merci, salut, buna seara, la revedere (lembra o arrivederci do italiano), poarta (porta), da (“sim”, como no russo), piata (pronuncia-se piazza, como no italiano). E “eu” é “eu” mesmo, como em português. A grande vantagem daqui é que todo mundo fala inglês, então não precisa se preocupar em aprender alguma coisa de romeno para sobreviver.

DSC09781.jpg

DSC09782.jpg

Piata Unirii:

DSC09788.jpg

Bulevardul Unirii:

DSC09789.jpg

DSC09791.jpg

DSC09792.jpg

O Palácio do Parlamento, que é o segundo maior edifíicio do mundo (atrás apenas do Pentágono) com 12 andares e 3300 salas. Foi construído nos anos 80 durante o governo do ditador Nicolae Ceausescu, e é considerado hoje um grande elefante branco. Até hoje não foi totalmente concluído. Para a sua a construção, vários quarteirões da cidade antiga de Bucareste foram derrubados.

DSC09794.jpg

DSC09795.jpg

DSC09796.jpg

Um parque:

DSC09800.jpg

DSC09801.jpg

Piata Universitatti, palco dos violentos confrontos em 1989 entre soldados e manifestantes que protestavam contra a ditadura comunista de Nicolae Ceausescu.

DSC09803.jpg

Uma cena muito familiar: carros estacionados nas calçadas bloqueando a passagem:

DSC09804.jpg

DSC09805.jpg

Os motoristas aqui são um tanto quanto barbeiros. Vimos várias bandalhas e até uma batida, com direito a barraco e tudo entre os dois motoristas.

De noite, comemos uma pizza (27 lei = R$17) e fizemos uma nova peregrinação pelos bares de Lupscani. Fomos barrados na porta de alguns dos bares que entramos ontem, pois a entrada só era permitida para quem tinha reserva. Mesmo assim, a noite bombou muito !!!

DSC09811.jpg

DSC09813.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...