[Mochilão 8] Dia 33: Riga - Tallinn

Acordei às 11h e tomei meu café da manhã numa lanchonete perto do albergue.

Fui no Mercado Central, que ocupa vários hangares de zepelins desativados, a época da 2a Guerra. É o maior mercado público da Europa, onde vende-se de tudo, de flores a carnes, de vinhos a souvenirs.

DSC06398.jpg

DSC06407.jpg

Comida típica letã:

DSC06399.jpg

Uns queijos diferentes:

DSC06400.jpg

Show de música tradicional letã, em frente ao mercado:

DSC06401.jpg

Sanfoneiro letão:

DSC06408.jpg

Dança tradicional letã:

DSC06410.jpg

Vídeo com a dança letã:

Feira livre do lado de fora do mercado:

DSC06409.jpg

Cena bem familiar: uma van fazendo transporte de passageiros:

DSC06397.jpg

Um parque:

DSC06413.jpg

Propaganda em alfabeto cirílico (russo). Grande parte da população da Letônia fala russo, e em Riga há mais habitantes russos que letãos:

7DSC06414.jpg

Palácio presidencial:

DSC06419.jpg

Outro show de música tradicional letã:

DSC06421.jpg

Comi um kebab num shopping, fui no albergue buscar minha mochila, e peguei o ônibus para Tallinn (capital da Estônia) às 18:30. A viagem durou 4:30h.

Os países do Báltico são totalmente planos. A estrada não passou por nenhuma elevação.

Durante o trajeto, pequenas fazendas e florestas de clima temperado, com árvores enormes:

DSC06437.jpg

Na fronteira com a Estônia, o ônibus parou e entraram dois policiais estonianos. Pediram o passaporte só pra mim e pra dois passageiros com cara de indiano. A policial perguntou pra onde eu ia, e respondi o nome do albergue. Só faltava essa, interrogatório pra entrar na Estônia ! Ela só disse "OK" e devolveu o passaporte. Achei estranho ter controle de passaporte para entrar na Estônia, pois os países do Báltico fazem parte do Tratado de Schengen, e o trânsito de pessoas entre estes países é livre.

Cheguei em Tallinn às 23h. Muito frio (15 graus) e ainda estava claro !!!

DSC06438.jpg

Fui tirar dinheiro num caixa automático, e a primeira surpresa: a Estônia já adotou o euro como moeda ! Não sabia !!

A rodoviária fica afastada do Centro Antigo, onde fica o albergue (Tallinn Backpackers Hostel). Não passava nenhum ônibus. Muito contrariado, tive que pegar um taxi, e já estava preparado para se enganado mais uma vez.

O motorista me pareceu bem honesto, e rodou com o taxímetro ligado. Não me pareceu que ele deu "volta". A corrida deu apenas 6 euros !!

O recepcionista do albergue falava um inglês sinistro de entender. Devia ser escocês ou irlandês. Eu tive que pedir pra ele repetir toda hora o que ele falava, e mesmo assim algumas coisas não consegui entender.

No meu quarto tem um casal (sei lá de onde) que não deu muita conversa, e um outro gringo mal humorado, que nem respondeu quando falei "hi". Essa viagem, no quesito "galera do quarto" está sendo a pior de todas. Nos outros anos sempre conheci gente legal, e dessa vez foram poucos os lugares onde isso aconteceu.

Achei o quarto desse albergue muito ruim, de longe o pior da viagem. Tem 3 beliches, mas é muito pequeno para tanta gente. O quarto do albergue onde fiquei em Riga tinha o dobro do tamanho, e também tinha 3 beliches. Tudo tem seu preço. Estou pagando apenas 14 euros por noite aqui. Pelo menos o banheiro do quarto é bom, parece de hotel 3 estrelas.

Fui dormir 1h da manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...