[Mochilão 8] Dia 15: Paris

Acordamos às 11h. Rafael disse que se estressou mais cedo com as australianas e os americanos que estavam fazendo barulho no quarto de novo. Eu estava tão chapado de sono que não escutei nada.

Dia de sol e calor, 26 graus. Camiseta e bermuda, lógico !

Comemos um sanduba numa "boulangerie" (padaria). As boulangeries de Paris são maneiríssimas. Pães, sanduíches, quiches, croissaints, doces e outras tentações...dá vontade de provar tudo ! Consegui pedir tudo em francês sem precisar gastar meu inglês !!

Fomos no Louvre.

DSC05411.jpg

Fila bizarra na porta:

DSC05412.jpg

DSC05413.jpg

Entrada:

DSC05414.jpg

DSC05415.jpg

Vênus de Milo:

DSC05416.jpg

Uma das galerias de pinturas italianas:

DSC05417.jpg

La Gioconda (Monalisa):

DSC05419.jpg

Interior do museu:

DSC05420.jpg

DSC05421.jpg

Apple Store no Carrousel du Louvre, um shopping subterrâneo ao lado do Louvre:

DSC05423.jpg

Place Vendôme, com lojas de pobre (Rolex, Cartier, etc)

DSC05424.jpg

Comemos num restaurante chamado "La Main à la Pâte", no Quartier Latin, especializado em massas.

DSC05430.jpg

Menu entrada + prato principal + sobremesa por 15 euros. Vinho meia garrafa por 12 euros.

Avocat (abacate) de entrada:

DSC05425.jpg

Lasagne:

DSC05427.jpg

Mousse au chocolat de sobremesa:

DSC05429.jpg

Vinho Beaujolais:

DSC05426.jpg

A noite fomos na região da Place de la Republique, região onde bomba mais em Paris. Passamos em frente a Favela Chic (de música brasileira), mas parecia meio vazia. Partimos pro Rex Club, a algumas quadras da praça. Fila na porta. O segurança perguntou algo em francês que não entendi. Perguntei se ele falava inglês, ele falou qualquer coisa sobre o DJ e deixou a gente entrar. Muitas casas noturnas da Europa tem "face control", que nada mais é do que um segurança babaca na porta escolhendo quem pode entrar e quem não pode, sem muito critério. Felizmente não fomos barrados (ainda) em nenhum lugar !!

Entramos por volta de 1h da manhã. Me chamou a atenção que não fomos revistados na porta, como aconteceria em qualquer boate no Brasil. Entrada por 15 euros, e chope 300ml por 6 euros (!!!). Música eletrônica (não gosto muito). Ficamos até as 4h por lá.

DSC05431.jpg

DSC05433.jpg

Comi um crepe show de bola, de queijo e presunto, numa boulangerie que estava aberta do lado da boate.

Não tinha mais metrô pra voltar, então pegamos um taxi. Nem foi caro (8 euros).

A noite de Paris é bem fraca se comparada com outras capitais européias como Londres, Madri, e até outras cidades menores como Lisboa, Praga e Budapeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...