[Mochilão 8] Dia 3: Moscou

Dormi feito uma pedra. Sono mais do que merecido ! O relógio marcava 9h da manhã, mas faltava ainda acertar para o fuso horário local, de mais 7 horas. Ou seja, já eram 4h da tarde !!

O quarto:

DSC04660.jpg

Vista da janela:

DSC04657.jpg

DSC04661.jpg

Saimos para comer algo. Dia ensolarado, 20 graus.

A frente do albergue:

DSC04662.jpg

DSC04665.jpg

A rua do albergue - Bolshoi Karetny

DSC04664.jpg

Pizza Hut, ou melhor, "Пицца ХaТ"

DSC04667.jpg

Fomos comer no Grably (Грабли), um restaurante show de bola de comida russa no quarteirão do albergue, bem recomendado no guia Lonely Planet. Ninguém lá dentro falava inglês, e não tinha nada escrito em inglês. Olha só o cardápio indecifrável !!

DSC04673.jpg

O que salvou é que ele é self-service, então era só apontar para o que vc queria comer, e vc era servido na bandeja. A maioria das coisas a gente não tinha nem idéia do que era, mas era só escolher o que tinha uma cara boa. Tudo parecia ser gostoso, foi até dificil escolher !! Pagava-se por porção, e antes de sentar, tinha que passar no caixa pra pagar. Sistema idêntico ao do Delírio Tropical (para quem não conhece, uma cadeia de restaurantes famosa no Rio). Achei a comida deliciosa !! Comi blini (uma espécie de crepe), uma panqueca, e mais duas poções de carne de porco. Com o ice-tea deu tudo 500 rublos, o equivalente a R$30... não é exatamente barato, mas comi pra caramba !! Valeu o preço.

DSC04675.jpg

DSC04676.jpg

DSC04677.jpg

DSC04678.jpg

Fomos andando por várias quadras em direção a famosa Praça Vermelha, o epicentro não só de Moscou, mas de toda a Rússia.

No caminho, ruas limpas, muitos carros de luxo, mulheres lindas, maquiadas, perfumadas e de salto alto (domingo às 5 da tarde ??). Pobreza zero. Não vimos nenhum mendigo, nem gente pedindo dinheiro nos sinais. Acho que nunca vi uma cidade com tantos Porsches, BMWs e Mercedes. Eu imaginava que só tivesse Lada. Tive a impressão de que os russos são bem consumistas e gostam de mostrar o dinheiro que tem. Talvez por "trauma" do passado comunista, quando não tinham acesso ao consumo.

DSC04682.jpg

DSC04685.jpg

Muito comum também são esses quiosques vendendo blini (crepe russo), batata recheada e outras guloseimas locais. Esses dois são cadeia sde quiosques que tem por todos os lados em Moscou: "Крошка Картошка" e "Теремок":

DSC04683.jpg

DSC04684.jpg

Teatro Bolshoi:

DSC04688.jpg

Moscou tem muitos prédios como esse, em estilo soviético. Todos parecem ser a sede da KGB, como vemos nos filmes antigos !!

DSC04691.jpg

Chegamos na famosa Praça Vermelha !!! A primeira visão do local foi inesquecível !

Este é o Museu de História da Rússia. Como já eram quase 19h, já tinha fechado.

DSC04693.jpg

Vídeo que gravei em frente ao museu:

Muitos souvenir, como quepes da polícia ou do exército russo, e as matrioskas. aquelas bonecas coloridas de madeira que tem outras bonecas menores dentro delas.

DSC04695.jpg

DSC04698.jpg

O marco zero da Rússia:

DSC04700.jpg

Um sósia do Vladmir Putin:

DSC04702.jpg

Portão da Ressurreição:

DSC04699.jpg

DSC04706.jpg

Catedral de Kazan:

DSC04704.jpg

As muralhas do Kremlin:

DSC04707.jpg

O Kremlin (que significa fortaleza, em russo) é uma zona enorme cercada de muros. No seu interior há várias catedrais e palácios, entre eles a atual sede do governo russo. Não conseguimos entrar pois já havia fechado, então deixamos para ver amanhã.

Mausoléu de Lenin:

DSC04709.jpg

O ícono máximo da Rússia, a Catedral de São Basílio !!! Muito linda !

DSC04716.jpg

DSC04723.jpg

DSC04726.jpg

Muralhas do Kremlin:

DSC04727.jpg

DSC04741.jpg

O rio Moscou passando atrás do Kremlin:

DSC04730.jpg

Jardins de Alexandre (meus ??), ao lado do Kremlin:

DSC04745.jpg

O GUM, um imenso shopping center com lojas de luxo. O edificio ficou abandonado nos anos de comunismo. O que é mais bizarro é ver um ícone como esse do capitalismo ficar bem em frente ao mausoléu do Lenin ! Contrastes típicos da Russia !

DSC04767.jpg

DSC04770.jpg

A principal avenida de Moscou (Tverskaya):

DSC04773.jpg

Traduz aí !!! Não endendi nada !!!

DSC04774.jpg

Caminhando o dia inteiro, percebi que por todos os lugares por onde andamos, o ar estava cheio de pólens (aquelas pequenas particulas que as flores produzem para reprodução), provavelmente por ser primavera. As vezes tinha tanto pólen, que ficava caindo nos olhos ou no nariz.

Paramos no Gogol Bar pra beber uma cerveja. Tava tocando uma banda de rock (cantando em russo). Por ser domingo, não estava muito cheia, e depois que a banda parou de tocar, ficou quase vazio. Ficamos conversando com uma galerinha no balcão do bar. Eles ficaram perguntando o que era "PETROBRAS" na minha camisa do Flamengo, porque "PETRO" é um nome russo.

DSC04776.jpg

Andamos pelas redondezas do albergue pra achar outro bar legal, ou pelo menos um lugar para comer. Como já era perto de meia-noite, já estava quase tudo fechado. Entramos num pequeno restaurante de fast-food de comida russa. Estava tudo escrito em russo, e a atendente não falava inglês. Ela falou algo pra galera que estava na fila e foi todo mundo embora. Acho que já estava fechando. Conseguimos achar um quiosque aberto no quarteirão do albergue. Comi um sanduíche de hamburguer de animal não identificado (e nome impronunciável), e uma cerveja "ботка" de 500ml. Deu tudo 180 rublos (cerca de R$11).

DSC04782.jpg

DSC04780.jpg

Voltamos pro albergue. Domingo a noite já estava tudo fechado aqui, então resolvemos tentar dormir mais cedo pra tentar acordar cedo e aproveitar melhor o dia amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...