[Mochilão 6] Dia 21: Nova York

Chegamos em Nova York às 6:00 da manhã, depois de 5 horas de vôo e 3 horas de fuso a mais. Não consegui dormir no avião. Do meu lado viajou uma mulher com um cachorro numa gaiola. Fiquei impressionado como o cachorro fico quieto o tempo todo. Devia estar dopado, pois não latiu em nenhum momento !

Pegamos um taxi pra casa do Varela, e enfrentamos um mega engarrafamento no Queens em direção a Manhattan, pois era hora do rush. Estávamos completamente estragados. Dormimos até meio-dia, um verdadeiro desperdicio, pois estávamos dormindo em dólar !!! Dormir, dorme no Rio !!! Mas realmente precisávamos descansar um pouco, senão não íamos aguentar andar a tarde toda e depois ainda partir pra night.

Depois do sono, fui numa grocery (pequeno mercado) pra comprar pão, queijo, suco e cerveja, itens essenciais para reabastecer a geladeira do Varela. No mercado, fiquei impressionado com a variedade de bebidas que tinha para comprar. Diversos tipos de ice tea, refrigerantes diferentes (como Dr. Brown e Dr. Pepper, de cereja), e sucos de frutas que não temos, como cranberry. Fizemos um lanche em casa e então fomos de metrô até a Grand Central Station, a famosa estação de trens de NY, que é muito bonita.

EUA_2009_1301.jpg

Uma cena comum em Manhattan: urna para quem quiser fazer uma doação para a United Homeless Organization.

EUA_2009_1304.jpg

A Broadway:

EUA_2009_1308.jpg

Caminhamos até a Times Square, onde vimos uma cena inusitada: parte dela estava fechada para pedestres, e tinha dezenas de cadeiras de praia pra galera sentar e dar uma descansada. Era quase poética aquela cena, sentar numa cadeira daquelas, e ficar vendo a América passar. Fechar a Times Square para carros foi uma medida que o prefeito de NY adotou para desestimular o uso de carros no centro de NY, e assim reduzir os engarrafamentos.

EUA_2009_1374.jpg

EUA_2009_1379.jpg

Fomos no museu de cera Madame Tussaud's, e tiramos uma fotos muito maneiras, incluindo Pelé, Barak Obama, Ozzy Ousborne e Julia Roberts.

EUA_2009_1312.jpg

EUA_2009_1317.jpg

EUA_2009_1319.jpg

EUA_2009_1324.jpg

EUA_2009_1341.jpg

EUA_2009_1351.jpg

EUA_2009_1361.jpg

Depois fomos na rua 46, mais conhecida como Little Brazil. A única coisa que me fez lembrar do Brasil foi ter visto alguns restaurantes brasileiros, como o Via Brasil:

EUA_2009_1381.jpg

Estas estranhas chaminés no meio da rua são comuns em NY. A fumaça que sai delas não tem cheiro. Na verdade não é fumaça, é vapor. Alguns bueiros também tem vapor saíndo.

EUA_2009_1383.jpg

Pegamos o metrô até Greenwich Village, na Astor Place. Só que o metrô pulou várias estações e foi direto pra Brooklin Bridge !!! A gente se enrolou todo, mas depois descobrimos que em cada estação passam vários trens diferentes. Cada um tem um número, como se fossem linhas de ônibus diferentes, e alguns deles são expressos, parando só em algumas estações especificas. Pegamos um outro trem diferente pra voltar e saltamos na Astor Place. Comemos um sanduba numa Deli, e depois tomamos uma cerveja num pub inglês. Às 20h fomos ver o Stomp no Orpheum Theater. Achei MUITO MANEIRO ! O Stomp é um grupo que faz musica com qualquer coisa: vassouras, canos, madeira, latas de lixo, etc. Um dos integrantes era um japinha magrelo que era uma figuraça. Ele era uma espécie de "café-com-leite" do grupo, e fazia a performance errando tudo, muito engraçado. O Stomp já fez um show no Rio em 2008. Este é o Orpheum Theater:

EUA_2009_1384.jpg

Um video no YouTube mostrando o Stomp:

A noite, depois do Stomp, fomos tomar uma cerveja num pub próximo ao Orpheum Theater. Tomamos umas cervejas muito diferentes, que eu nunca tinha ouvido falar. Tava todo mundo no pub assistindo baseball, mas eu não entendia nada. O lugar esvaziou e fomos andando até o Meatpacking District (na esquina da 9a Av com a rua 14, umas 10 quadras de caminhada) e entramos no Gaslight, o bar que tinhamos ido no início da viagem. Também estava vazio, por ser uma quarta-feira e já estava tarde (23h). Tomamos umas Coronas lá, e de repente, quem encontramos do nosso lado, anônimo, tomando sua cervejinha ? O Aécio Neves, governador de Minas Gerais ! Diálogo do Novello com ele:

<Novello> - Não vou conseguir dormir se eu não souber. O senhor é o Aécio Neves ?

<Aécio> - Opa rapaz ! Sou eu mesmo, uai.

<Novello> - Não imaginava encontrar o senhor aqui em Nova York ! O que está fazendo aqui a paisana em um bar de Meatpacking ?

<Aécio> - Pois é, rapaz, eu vim fazer uma palestra na bolsa de valores sobre a CEMIG [No dia seguinte vendo o globo online, descobri que era lançamento de ADR da CEMIG na Bolsa de NY]. Estamos em um hotel aqui em frente [Tentando se explicar...] Minha mulher ficou no hotel dormindo, tava cansada, e eu vim tomar uma cervejinha.

<Novello> - Pô, eu tenho ações da CEMIG !

<Aécio> - Então compra mais, que vai bombar ! Qual o seu nome ?

<Novello> - Alexandre

<Aécio> - De onde você é, Alexandre ?

<Novello> - Carioca

<Aécio> - Eu também, hehehehe !!

<Novello> - Hehehehe !! Governador, presidente na próxima campanha?

<Aécio> - Calma, rapaz ! Vamos com calma.

<Novello> - FHC conta com você.

<Aécio> - Mas tem o Serra também, que está fazendo um excelente trabalho. Vamos ver !

<Novello> - Se for candidato, tem meu voto. Se divirta aí, abraços !

<Aécio> - Abraços

Ficamos no bar até umas 2 da manhã e vazamos de volta pra casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...