[Mochilão 4] Dia 4: Atenas - Ios

Acordamos às 5h da manhã, e ainda estava escuro. Pegamos o metrô na Praça Omonoias perto do albergue e descemos em Piraeus, onde fica o porto de Atenas.

Pegamos o catamarã às 7h para a ilha de Ios, famosa pelas festas e gatas. É conhecida como a "Party Island" .

O catamarã, da empresa Hellenic Seaways, era enorme (810 passageiros), e transportava até carros.

Sascha em frente ao catamarã:

Europa_2007_095.jpg

O trajeto até Ios durou cerca de 3h. O catamarã andava suavemente pelo mar Egeu, praticamente sem balançar. A paisagem era muito bonita. No trajeto, vimos várias ilhas.

Europa_2007_098.jpg

Nossa outra opção seria pegar um ferry boat, que custava a metade do preço, mas demoraria quase 7 horas para chegar a Ios. Não valeria a pena.

Chegando em Ios:

Europa_2007_100.jpg

Logo depois de desembarcar:

Europa_2007_102.jpg

O catamarã indo embora:

Europa_2007_103.jpg

No desembarque do porto tinha bastante gente oferencendo acomodação. Nós já tinhamos reservado uma pousada bem próxima ao porto, na praia de Yialos.

Impossível não se encantar com esse lugar. O céu incrívelmente azul contrastando com o branco intenso das casas nas montanhas e com o azul profundo do mar compunham uma paisagem maravilhosa. A Grécia entrou com louvor para o meu TOP 10.

A pousada (Gallini Pension) era pequena, tocada pelo próprio dono, um grego bem gente boa que morava nela. Pagamos apenas 40 euros por pessoa a diária num quarto duplo com ar e banheiro privativo, um luxo para quem estava acostumado a ficar em albergues. Isso porque agosto é altíssima temporada. Em julho, o preço seria de apenas 27 euros por pessoa !!!

Fotos da pousada:

Europa_2007_111.jpg

Europa_2007_113.jpg

A tranquila praia de Yialos, onde ficava a pousada:

Europa_2007_104.jpg

Placa perto da pousada:

Europa_2007_105.jpg

Ronaldinho é garoto propaganda ate em grego !!!

Europa_2007_106.jpg

O centro de Ios (vila de Hora) ficava no alto de uma colina. A partir do porto, tinha que subir uma ladeira.

Tipica igreja grega, toda branca e com cúpula azul:

Europa_2007_107.jpg

A vila de Hora (pronuncia-se "Rora"):

Europa_2007_108.jpg

Vista do porto no alto da colina em Hora:

Europa_2007_109.jpg

Ladeira que leva do porto até Hora:

Europa_2007_110.jpg

Pegamos um ônibus para conhecer a praia de Mylopotas, a 5 Km do porto. Esta praia é a mais badalada da ilha, onde fica a galera mais jovem. Passamos a tarde lá.

Europa_2007_119.jpg

Na praia a gente só ouviu gente falando italiano. É que a Grécia é um destino bem popular para os italianos, devido a proximidade e aos preços mais acessíveis que na própria Itália.

Me chamou a atenção que não passava ninguém vendendo nada na praia. Esqueci que não estava no Brasil, e na Grécia não tem vendedor ambulante, hehe. Mas não tinha nenhum quiosque vendendo uma água de côco ou uma cervejinha. Descobrimos um hotel na praia que tinha um mercado, e compramos umas cervejas lá. Mas não parecia ser muito costume da galerinha na praia, pois não tinha ninguém bebendo, só a gente mesmo.

Europa_2007_115.jpg

Tinha muitas gatas, mas os biquinis "Vovó Mafalda" definitivamente não ajudavam... hehehe

Europa_2007_114.jpg

Perto da pousada, comemos um prato típico grego, a Moussaka, que é uma espécie de lasanha de batata com beringela, MUITO BOM !!! E bem barato também.

Europa_2007_120.jpg

Voltamos pra pousada, tomamos um banho, compramos uma cerveja num mercado ali perto, e partimos pra night !!!

A vila de Hora estava BOMBANDO... era gente pra tudo quanto é lado. Não era para menos: estávamos numa das ilhas mais badaladas da Grécia, e na altíssima temporada (férias dos europeus). As ruas de pedestres estreitas formavam um labirinto de bares, boates e restaurantes a perder de vista. Achei maneiríssimo !!! Entramos em várias boates, pois não pagava nada pra entrar. Só uma coisa não era muito legal. A faixa etária da galera era baixa, galerinha universitária, na faixa dos 20 anos. Não vimos muita gente acima dos 25. Mas isso não atrapalhou...zoamos muito !!! E o melhor: a vila tinha vários mercados abertos noite adentro vendendo cerveja gelada por 1 euro ! Impossível ficar sóbrio desse jeito, hahahhaha !!!

[Mochilão 4] Dia 3: Atenas

Noite bem mal dormida. O albergue ficava numa esquina movimentada, e o barulho das buzinas e das motos à noite era terrível. Para piorar, o ar condicionado não estava dando vazão, e eu acordava toda hora com bastante calor.

Acordei cedo, às 8h. No meu quarto conheci duas inglesinhas lindas. Ficamos conversando um tempo e depois saí pra comer algo, pois não tinha café da manhã no albergue. Passando pelo corredor onde ficava meu quarto, vi uma cena linda: várias ninfetinhas, na casa dos 20 anos, dormiam só de calcinha e sutiã no chão em cima das mochilas. Tinha gente até tirando foto...hahaha

Fui na Praça Omonoias comer um sanduíche e tomar um suco. Depois comprei um cartão telefônico e liguei de um orelhão para o celular do meu amigo Sascha, pra saber se ele já estava chegando. Ele disse que tinha acabado de chegar ao albergue, vindo de Budapeste. Ele estava fazendo uma viagem de volta ao mundo com 8 meses de duração, e nas minhas 2 semanas de férias, viajamos juntos pela Grécia e Egito.

Voltei ao albergue pra encontrar com ele. Ao chegar lá, ele já era amigo íntimo das inglesinhas do quarto....hahahaha

Este era o albergue:

Europa_2007_031.jpg

Rua do albergue:

Europa_2007_032.jpg

Saimos para conhecer a cidade.

Este é o Parlamento Grego, na Praça Syntagma:

Europa_2007_034.jpg

Rua Ermou, próxima a Praça Syntagma, com muitas lojas:

Europa_2007_036.jpg

Kapnikarea, uma Igreja Ortodoxa Grega do século 11, na rua Ermou:

Europa_2007_037.jpg

Ruínas próximas a Praça Monastiraki:

Europa_2007_039.jpg

Estava um calor de 38 graus na rua. Eu e Sascha, mesmo sendo cariocas da gema, estávamos derretendo debaixo daquele calor. Comprar garrafas d'água toda hora era questão de sobrevivência !! Até aprendi como pedir uma garrafa grande d'água em grego...."Ena megálo nerô, parakalô" !!!!

A Acrópole, um complexo de ruinas do século 5 A.C., é a principal atração turística de Atenas, e de toda a Grécia. Seu nome vem de Akron (topo) e Polis (cidade), pois fica no topo de um morro de 100m de altura. Sua função era de proteção militar, e também era um centro religioso.

Esta é a vista de cima da Acrópole. Dá para ver parte da Ágora Antiga, um outro complexo de ruínas.

Europa_2007_040.jpg

Europa_2007_044.jpg

Europa_2007_046.jpg

Monte Likavitos à direita:

Europa_2007_041.jpg

O Pathernon, principal monumento da Acrópole, construído em homenagem à deusa protetora Atena:

Europa_2007_067.jpg

Europa_2007_042.jpg

Europa_2007_048.jpg

Europa_2007_051.jpg

Europa_2007_054.jpg

Europa_2007_062.jpg

Teatro Herodes Atticus:

Europa_2007_053.jpg

Europa_2007_047.jpg

Teatro Dionysius:

Europa_2007_055.jpg

Europa_2007_071.jpg

Ruínas do Templo de Zeus Olímpico:

Europa_2007_056.jpg

A bandeira grega no alto da Acrópole:

Europa_2007_060.jpg

O Erechthenium, um outro templo no complexo da Acrópole:

Europa_2007_064.jpg

Europa_2007_068.jpg

Descemos o morro e fomos até as ruínas do Templo de Zeus Olímpico. Nesta foto dá para ver a Acrópole ao fundo:

Europa_2007_078.jpg

Uma das ruas de pedestres de Plaka, aos pés da Acrópole. Paramos em uma loja para comprar uns souvenirs, e os vendedores eram bem gente boa. Até falaram "obrigado" , em português, quando falamos que éramos brasileiros.

Europa_2007_080.jpg

Paramos para comer um gyros. Nesta foto, o atentente estava cortando a carne de cordeiro no espeto:

Europa_2007_081.jpg

Os pães usados para fazer o gyros:

Europa_2007_082.jpg

Fomos depois para as ruínas da Ágora Antiga, uma praça onde ficava o mercado de Atenas e onde o povo se reunia em assembléias.

O principal monumento é o Templo de Hephaestus:

Europa_2007_084.jpg

Europa_2007_092.jpg

Vista geral da Ágora Antiga, e a Acrópole ao fundo:

Europa_2007_087.jpg

O Sascha tem a mania de tirar fotos em cartões postais do mundo fazendo umas posições loucas de Yoga, como por exemplo, ficando de cabeça pra baixo, ou ficando com o corpo parelelo ao solo usando apenas as mãos.

Ele foi fazer uma destas posições com o Templo de Hephaestus ao fundo, e pediu pra eu tirar a foto. De repente, veio uma guarda com cara de brava e falou "DELETE IT ! DELETE IT ! THIS IS A SACRED PLACE !" Mandou a gente apagar a foto e deu maior bronca. Foi o único lugar do mundo onde isso aconteceu com o Sascha !!!

Saímos de lá e fomos até o Museu Arquelológico Nacional, próximo ao albergue, mas estava fechado, pois era 2a feira.

Pegamos o metrô e fomos até Piraeus, onde fica o porto. Compramos as passagens do catamarã para a ilha de Ios para o dia seguinte às 7h da manhã.

Voltamos para o albergue para dar uma descansada, pois estava um calor sinistro. Lá pedimos para mudar de quarto, pois o ar condicionado do nosso não estava legal. No quarto novo, novos amigos: um australiano, um chinês e um italiano de origem filipina. Uma volta ao mundo !!! No pátio do albergue fizemos mais alguns amigos: um paulista, uma estoniana (que era atendente do bar no albergue) e três holandeses. Ficamos um tempo conversando lá, e depois saímos todos para comer num bar em frente ao albergue.

Quando o sol deu uma trégua, fui conhecer o Monte Likavitos, onde tinha um mirante. Mas começou a escurecer e não consegui achar a entrada. Voltei pro albergue.

Fomos tomar uma cerveja no bar do albergue, e depois fui dormir, pois no dia seguinte tínhamos que madrugar. O Sascha ainda ficou um tempo a mais no bar zoando com a galera do quarto.

[Mochilão 4] Dia 2: Atenas

11 horas de vôo até Paris, 4 horas de espera no aeroporto, e mais 3 horas de vôo até Atenas. Em Paris, a surpresa: a policial na imigração não me perguntou NADA ! Só olhou pra minha cara, viu que a passagem era de conexão para a Grécia, e nem carimbou meu passaporte. Só mandou eu passar ! Bom demais pra ser verdade !!!

Saí do Rio às 16h e cheguei a Atenas às 16h do dia seguinte (com 6 horas a mais de fuso horário). Mas o cansaço foi anulado pela euforia de realizar um sonho antigo, visitar um país que sempre quis conhecer.

A paisagem da região de Atenas, quando o avião estava se aproximando da cidade, era incrível ! Um céu azul profundo, sem nenhuma nuvem, contrastando com a cidade de construções baixas e predominantemente brancas. Está explicada a bandeira grega, de cores azul e branca.

Peguei o metrô no aeroporto. Sentada na poltrona ao meu lado, uma greguinha linda, na casa dos 25 anos, discutia com alguém no celular e choramingava. O que parecia impossível de entender em grego, acabou ficando fácil...ela só podia estar discutindo relacionamento com o namorado.

Desci na estação Omonoia, nome de uma praça no centro de Atenas. O lugar era bem esquisito. Sujo, e cheio de gente mal encarada. Pelo menos ainda estava claro. O albergue (Louzani) estava na rua Kapodistriou. Na esquina, dois travecos aguardavam seus clientes, e lixeiras transbordavam de lixo. Comecei a achar que tinha escolhido o lugar errado para me hospedar.

O recepcionista era um grego de poucos sorrisos, bem ríspido e mal-educado. Fiz o check in e subi com a mochila pro quarto, que tinha 2 beliches e um banheiro dentro. Felizmente tinha ar condicionado, porque fazia um calor de 36 graus.

Europa_2007_002.jpg

Saí pra conhecer a cidade. Desci uma rua em direção a famosa Acrópole, cartão postal do mundo, patrimônio da humanidade, que estava ansioso por ver com meus próprios olhos !!!

Uma praça próxima ao albergue:

Europa_2007_003.jpg

Descendo a rua, já era possível avistar Acrópole láaaa longe:

Europa_2007_005.jpg

Cocô Café....vai encarar ?

Europa_2007_006.jpg

O alfabeto grego me fazia lembrar aquelas fórmulas malucas de física e matemática no colégio.

Europa_2007_007.jpg

Europa_2007_008.jpg

Cheguei a Plateia (Praça) Monastiraki, região movimentada, com muitos turistas, e bem próxima à Acrópole:

Europa_2007_010.jpg

A Mesquita Tzistaraki, do Século 18, construída no período de dominação turca. A Grécia já foi dominada pelos Macedônios, Romanos, Bizantinos e Turcos, só se tornando independente no século 19.

Europa_2007_012.jpg

Ruínas próximas a Acrópole:

Europa_2007_014.jpg

Europa_2007_015.jpg

Europa_2007_018.jpg

Plaka é uma simpática região aos pés da Acrópole, com muitas ruas de pedestres, bares e restaurantes ao ar livre.

Europa_2007_016.jpg

Europa_2007_021.jpg

Europa_2007_027.jpg

Próximo à Praça Monastiraki há uma rua de pedestres com muitas lojas de souvenirs. Entrei numa delas pra comprar uma camisa do Olympiakos, time onde o Rivaldo jogou. Entrei em mais duas lojas, onde comprei mais uns souvenirs. A vendedora de uma das lojas era uma greguinha linda e super simpática. Ela acertou minha nacionalidade, e quando eu perguntei como ela sabia que eu era brasileiro, ela disse: "you look very brazilian". hahahah !!! Achei muito engraçado escutar isso !!!

Ao anoitecer, a Acrópole iluminada no alto da montanha era uma imagem sensacional, ainda mais com a lua cheia brilhando ao lado !!!

Europa_2007_028.jpg

Este é o Gyros, o "churrasquinho grego" como conhecemos no Brasil. A diferença é que não tinha carne bovina, só podia escolher entre frango e cordeiro, e vinha com iogurte e salada. Apenas 2 euros !!!

Europa_2007_030.jpg

A Ermou, rua de pedestres que liga a Praça Monastiraki a Praka Syntagma (pronuncia-se "Sintarma"):

Europa_2007_022.jpg

As ruas de pedestre próximas a Acrópole estavam lotadas de turistas e gregos. Fazia muito calor, mesmo a noite, e muita gente aproveitava para jantar ou tomar uma cerveja em bares e restaurantes com mesas ao ar livre.

Achei as gregas em geral bonitas. São uma mistura das italianas com as turcas. Historicamente isso faz todo o sentido, pois a Grécia já fez parte do Império Romano e do Império Otomano (originado na Turquia).

Voltei pro albergue às 23h, tomei um banho e apaguei na cama.

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...