[Mochilão 2] Dia 33: Madri - Santo Domingo

Acordamos todos cedo e tomamos café da manhã. Como era uma 2a feira, Antonio e Cristina tinham que ir trabalhar. Peguei metrô com eles e me despedi deles numa estação de transferência.

Dei uma última volta no Paseo de la Castellana, onde comprei uns souvenirs. Depois peguei metrô de novo para ir para o aeroporto.

Embarquei para Santo Domingo às 18h. Quando o avião se preparava para decolar, um susto: o piloto abortou a decolagem subitamente quando o avião já estava em alta velocidade, e deu um freiadão. Foi assustador. Não tenho medo de avião, mas confesso que fiquei tenso. Ficamos parados na pista uns 5 minutos, sem ninguém falar nada, até que o piloto anunciou que a aeronave estava com problemas técnicos e por isso retornaríamos para o terminal para que todos desembarcassem.

Após horas mofando na sala de embarque, os passageiros já estavam irritados. O pior era a falta de informações. No guichê da empresa (Air Europa), os funcionários se limitavam a dizer que a aeronave estava passando por uma manutenção e que não havia previsão de embarque. Depois de 4 horas, novamente fomos chamados para o embarque. O pior era embarcar num avião que estava com problemas, e que "supostamente" foi consertado. Estavam todos visivelmente tensos, incluindo eu. Um silêncio assustador na hora da decolagem. O piloto acelerou, e........decolamos !!!

O vôo até Santo Domingo durou 7h e cheguei às 23h, mas devido ao fuso horário, para mim já eram 5 da manhã. Eu estava um lixo, totalmente acabado. Peguei um taxi e cheguei em casa.

Ao abrir a porta de casa, a surpresa: o apartamento estava vazio, só tinha minha mala no quarto !! Não entendi nda !!! Em Santo Domingo, eu estava morando com mais 2 colegas de trabalho num apartamento de 3 suítes. Havia passado 4 meses na Republica Dominicana a trabalho, e no dia seguinte eu voltava em definitivo pro Brasil. No mesmo prédio haviam outros colegas morando. Fui no ap do Rosso, e ele me explicou que o meu ap estava sendo devolvido para o proprietário, e que eu podia dormir no ap dele.

Tomei um merecido banho (talvez o melhor desde o início da viagem), e apaguei instantaneamente quando deitei na cama, de tão cansado que eu estava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Mochilão 15] Dia 23: Quebec - Rio

Último dia da viagem. :-( Mais um dia de sol e temperatura agradável (22 graus). Um dos portões da cidade antiga (Vieux-Quebéc): ...