Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2005

[Mochilão 2] Dia 34: Santo Domingo - Rio

Eu estava dormindo profundamente quando o despertador tocou às 6h da manhã. Se pudesse, eu dormiria tranquilamente até o meio-dia.

O Rosso me levou no aeroporto, e embarquei às 9h. Passei o dia inteiro viajando, foi bem cansativo. Foram 2:20 até o Panamá, 1h de espera, mais 7h de vôo até São Paulo, 1h de espera (ainda tive que pegar minha bagagem e fazer outro checkin !!!), e mais 40 min de vôo para o Rio, onde cheguei às 22:30. Cheguei em casa à meia-noite e dormi até o meio-dia !!!

Fim de jogo !!! Sensacional essa viagem !!! Depois de 4 meses longe do Brasil, fiz questão de matar a saudade das coisas boas daqui: feijão, farofa, picanha, pastel, coxinha, brigadeiro, goiabada, guaraná.... me esbaldei !!!

[Mochilão 2] Dia 33: Madri - Santo Domingo

Acordamos todos cedo e tomamos café da manhã. Como era uma 2a feira, Antonio e Cristina tinham que ir trabalhar. Peguei metrô com eles e me despedi deles numa estação de transferência.

Dei uma última volta no Paseo de la Castellana, onde comprei uns souvenirs. Depois peguei metrô de novo para ir para o aeroporto.

Embarquei para Santo Domingo às 18h. Quando o avião se preparava para decolar, um susto: o piloto abortou a decolagem subitamente quando o avião já estava em alta velocidade, e deu um freiadão. Foi assustador. Não tenho medo de avião, mas confesso que fiquei tenso. Ficamos parados na pista uns 5 minutos, sem ninguém falar nada, até que o piloto anunciou que a aeronave estava com problemas técnicos e por isso retornaríamos para o terminal para que todos desembarcassem.

Após horas mofando na sala de embarque, os passageiros já estavam irritados. O pior era a falta de informações. No guichê da empresa (Air Europa), os funcionários se limitavam a dizer que a aeronave estava pas…

[Mochilão 2] Dia 32: Paris - Madri

Imagem
Acordei cedo para dar tempo de subir na Torre Eiffel, pois às 11h já teria que voltar correndo pro albergue buscar minha mochila e partir pro aeroporto.

As filas para subir na torre são sempre grandes. Para subir ao primeiro estágio, há 4 elevadores (um em cada pilar da torre), então é só escolher o pilar que tenha a fila menor. O problema é subir do primeiro estágio até o alto da torre, pois só há um elevador e todos tem que esperar numa fila única. Mas o prazer de estar em Paris, visitando o principal cartão-postal da cidade, compensava o tédio de ficar esperando nas longas filas.

A vista do alto da torre é sensacional ! Algumas fotos:

Champ de Mars, École Militaire, e a Tour Montparnasse ao fundo:



Allé des Cygnes (a pequena ilha no Rio Sena):



O Trocadéro, o Bois de Bologne, e ao fundo, La Défense:



O Arco do Triunfo e a Av. des Champs-Elyssés:



A Av. des Champs-Elyssés, o Grand Palais, o Petit Palais, a Place de la Concorde, e ao fundo, Montmatre:



O deck de observação:



Distância…

[Mochilão 2] Dia 31: Paris - Versailles

Imagem
Acordei às 9h, tomei café no albergue e peguei o trem para Versailles, cidade vizinha a Paris.

Ao chegar em Versailles, o mico do dia: para sair da estação de trem, era necessário passar por uma roleta, que só liberava a passagem se o bilhete comprado em Paris fosse inserido nela. Mas quem disse que eu guardei o bilhete ? Eu achava que tinha colocado em algum bolso, mas não conseguia encontrá-lo. O pior é que os passageiros todos desembarcaram, e eu fiquei lá sozinho, com cara de pastel, querendo sair e não podia. De repente apareceram duas turistas japonesas com cara de desorientadas querendo sair também. O segurança da estação, então, liberou a roleta pra gente passar.

A principal atração da cidade é o Château de Versailles, o grandioso palácio do rei Luis XIV, o "Rei Sol". Foi construído no século XVII e é um dos maiores do mundo, com 700 quartos e um belo jardim de 700 hectares.

Entrada do Palácio:



A bela fachada:



O impressionante interior:







O jardim do palácio, que par…

[Mochilão 2] Dia 30: Paris

Imagem
Acordei, e tomei café da manhã no bar do albergue, onde eu conheci uma galera do Rio: um cara e duas garotas que moravam em Londres e estavam em Paris a passeio. Uma delas soltou a seguinte pérola: "Pô, não vi nada demais em Paris. Esperava muito mais. Isso aqui não parece o Largo do Machado ?". Pas de comments !

Fui direto conhecer o Louvre, o museu mais famoso e mais visitado no mundo. São nada mais, nada menos que 8 milhões de visitantes por ano. Só para comparar, o Brasil recebe anualmente cerca de 5 milhões de turistas estrangeiros.

Por fora ele já impressiona: um belíssimo palácio com um pátio central, onde está localizada a famosa pirâmide de vidro, que é a entrada.







Esta é a entrada do museu. Mesmo sendo o museu mais visitado do mundo, hoje em dia não há mais filas, pois foi implementado um eficiente sistema de vendas de entradas com máquinas de auto-atendimento. Basta inserir o dinheiro na máquina, e o bilhete de entrada é emitido num instante.



O acervo do museu …